Vai e vem Arnaldo

Published on dezembro 28th, 2017 | by leonardosmota

0

De tímido a dono da lateral direita, Arnaldo se vê ‘privilegiado’ no Bota

Contratado por seis meses e para preencher posição vaga, camisa 4 chegou introvertido e sob desconfiança, mas terminou 2017 como titular absoluto, o que deve se repetir em 2018

Todos os botafoguenses já sabem: Arnaldo, mesmo com novo chefe, tem tudo para ser o titular da lateral direita do time em 2018, superando a concorrência com Luis Ricardo e Marcinho. Essa confiança natural por ser o dono da vaga contrasta com o início do atleta de 25 anos ao clube, em maio, após chamar a atenção pelo Campeonato Paulista que disputou no Ituano, contrasta com os sentimento que ele teve na chegada: timidez e desconfiança da torcida.

Arnaldo é do Botafogo até 2019 (Foto: Satiro Sodré/SSPress/Botafogo)
Arnaldo é do Botafogo até 2019

– Um bom ambiente ajuda muito no trabalho, um bom relacionamento com os companheiros. Isso foi muito importante na minha chegada. Não cheguei assustado, mas um pouco tímido. Só conhecia o Camilo e o Jonas, mas fui muito bem recebido por todos. Comissão, jogadores, Diretoria… Isso foi importante para ajudar o clube desempenhando o meu papel. Será da mesma forma com quer for chegar agora. Vamos acolher da mesma forma – comentou o lateral, que disputou 33 jogos pelo Botafogo em 2017, ao site oficial do clube.

Arnaldo foi contratado no “desespero”, após Marcinho, Jonas, que não seguirá em 2018, estarem com graves lesões. O então treinador precisou improvisar jogadores no setor até a chegada do novo lateral, que viu os três se recuperarem no final do ano, mas não ameaçarem a sua vaga. E tudo isso com a responsabilidade de ter que mostrar muito serviço em pouco tempo: caso ele não agradasse nos seis meses que tinha de contrato, era rua. Mas Arnaldo deu conta do recado e renovou com o Botafogo até o final de 2019.

– Me sinto muito feliz e privilegiado por vestir essa camisa. Eu tinha um contrato de seis meses, um risco, mas em pouco tempo demonstrei minha capacidade. Foi um ano importante para o Botafogo e de super importância para mim também. Sempre vou lembrar dessa temporada, vai ficar marcada na memória. O primeiro grande clube em que joguei, as grande competições. Acredito que fiz um bom papel nesse período curto e estou feliz por ter ainda mais tempo para dar o meu máximo pelo Botafogo. O clube alinhou a renovação comigo em setembro e já tinham minha palavra – finalizou.

Tags:


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑

Show Buttons
Hide Buttons